Oi São Paulo. Voltei!

14:10

São Paulo, 26 de março de 2015. 

Ouvindo "Eu e Ela", Natiruts.

Doze dias depois da mudança, cá estou eu. Foi tudo super rápido, mas correu tudo bem. A família ajudou de-mais e isso foi fundamental! Nossa primeira semana aqui foi atípica. Lu saindo de casa mais tarde pra ir trabalhar (chegando mais tarde também, consequentemente). Eu, na TPM. Uma ida a Atibaia no meio da semana para a consulta pediátrica do Beni. Cansaço nível máximo! 

Na segunda-feira, dia 17, saí pra passear com o Pixoxó e me confundiram com uma babá. Acharam a coisa mais diferente eu ter parado de trabalhar para ficar com ele. Eu ri, e não entendi se meus valores que são loucos ou se o mundo está mesmo complicado. Não cheguei a nenhuma conclusão. 
Benício curtiu demais o lugar. Adora ver as árvores! 

Todos os dias ao acordar tiro fotos do céu da janela do meu quarto. A primeira semana também foi tensa por causa das chuvas que estavam torrenciais. Alagamento de monte! Todo ano o mesmo caos urbano. Parece que quando o assunto é este, nada muda nunca. 
TV e internet chegaram esta semana, por isso não escrevi antes. 
Uma pequena GRANDE alegria paulista é ouvir a rádio Eldorado o dia todo. 
Adoro as músicas, o jazz, as dicas. 

Comecei meu curso sobre a Pedagogia Waldorf pelo Portal da Educação. Estou um pouco decepcionada com o conteúdo, mas vou terminá-lo mesmo assim - obviamente. 
Percebi que com a minha curiosidade consigo ir muito mais atrás de informações do que fazendo um curso. De tudo que já tinha lido sobre Antroposofia, por enquanto nada no curso foi novidade. 

Também estou participando de alguns grupos online e realmente cansa ler as mil regras que toda mãe tem que seguir para ter um filho super "criativo, lindo, saudável, feliz e sem traumas". Falta um pouco de flexibilidade... enfim!

Domingo fomos comemorar o aniversário de 8 meses do Beni. Foi um dia delicioso com meus meninos, bem grudada! :) 

 Agora com a internet, sigo tentando dar sequência às minhas pendências: 

- Organizar o aniversário de 1 ano do Pixoxó
- Decidir o roteiro das nossas férias 
- Montar um roteiro paulista com dicas bacanas para a minha readaptação com a cidade 
- Encontrar uma salão de beleza e massagens porque eu mereço MUITO! 

A casa está super gostosa e aconchegante. Parece que moramos aqui sempre! 
Mas, nem tudo são flores. Aconteceu de eu de repente me imaginar em uma situação de estresse incontrolável, querer sair e não 'poder'. Essa sensação claustrofóbica me mata! Essa falta de liberdade me mata! Como são momentâneos, vou logo lendo Osho, tomando minhas homeopatias e controlando minha mente. Sei que isso tudo é meu medo querendo me dominar, mas dessa vez, já tenho informação e base suficientes pra fazer ser diferente, se eu quiser! Tudo depende de mim mesma, né? Falo isso pra mim todos os dias... 

Quanto ao fato de não ver ninguém, isso já não me incomodava. Em Atibaia me dei conta de que isso tudo é uma ilusão. Não via mais meus amigos porque morava lá. Cada um tem sua vida, seus horários loucos, suas preocupações... a comunicação era a mesma daqui: internet, whatsapp. Então, até isso tem sido trabalhado. Agora vivemos o mundo real, não o mundo do "e se...". Porque "e se" nada, tudo é pura balela. Olhos nos olhos nunca foi tão raro... 

Espero trazer sempre boas notícias e sentimentos daqui. 

Meu beijo, 
L. 


You Might Also Like

0 comentários

Subscribe