Inspira. Respira. Não pira.

18:06

Atibaia, 4 de fevereiro de 2015. 

Ouvindo 'Forever - Ben Harper'

Desde a semana passada recomecei a divulgação da minha loja. Iniciei o projeto do site (www.lojafelicita.com.br), anunciei no Facebook, voltei a procurar cursos de marketing digital e realmente me sinto engajada para focar nela enquanto estou cuidando de Benício em casa.

Até então, tinha 'apenas'que dar conta da chata rotina infinita de cuidar de uma casa e da deliciosa rotina de me derreter com as gargalhadas do meu filho. Entre as duas tarefas, a pintura de uma mandala aqui, a leitura de um livro ali. 

Apesar da tal 'chata rotina' de cuidar da casa, quando me proponho a fazer algo, eu me doo por completo. Se a meta é limpar o banheiro, mudar a decoração de lugar e dormir com a cozinha limpinha pra ter menos trabalho no dia seguinte, pode demorar o tempo que for, mas cada detalhe do meu lar estará sendo cuidado de todo coração. 

Nunca trabalhei vendendo produtos. A área de venda que conheço é a de cursos, algo totalmente intangível. Por isso, tudo que é novo pede dedicação e estudo, conhecimento, leitura. Estou adorando iniciar este trajeto pelas minhas próprias mãos e saber que existem Google e Sebrae para me ajudar já é de grande valia. O desafio tem sido parar o raciocínio cada vez que meu pequeno príncipe chama por mim. Enquanto ele dorme eu fico tão focada e feliz em estar produzindo que, quando ele acorda, tem sido difícil mudar a chavinha 'de profissional a mãe'. 

Esta falta de controle e liberdade para fazer o que eu bem entender me deixou azeda ontem e hoje. Aí eu pensei: por quê mesmo esta testa franzida? Dá até vergonha de reclamar por algo tão banal. 

Hoje, enquanto Beni dormia, tratei de tomar um belo banho de sal grosso e de rosa branca pra ter paz. E me lembrei de respirar mais profundamente, como nas aulas de Yoga. Tratei de me arrumar, ficar linda pra mim mesma e sair com meu filho pra dar uma volta. Adivinha? Reenergizante! 

Meu azedume passou. E quando ele dormiu a noite, voltei a me dedicar a loja. 

Com a vida materna, cada dia é um dia. Eu, virginiana chata e organizada com coisas do trabalho, terei que me adaptar. Quero virar capricorniana logo, definitivamente. 
A cada dia, a divisão das 24 horas acontecerá sem planejamento. 
É a maior missão da minha vida: ser feliz com o que vier.  

Até amanhã. 
Meu beijo, 
L. 



You Might Also Like

0 comentários

Subscribe