Sobre o que fascina.

14:20

Me perguntaram hoje, entre qualidades mais admiráveis em uma pessoa, qual era a que mais me fascinava. Achei uma pergunta um tanto difícil, nunca parei pra pensar exatamente o que me fascinava em alguém. Quando finalmente o fiz, não encontrei grandes qualidades como integridade, altruísmo ou mesmo humildade. Acho que essas são qualidades que admiramos, até porque são exercícios para a uma vida plena. A pergunta foi, o que mais me fascinava - se essa pessoa tivesse me perguntado de outro jeito, talvez a minha resposta seria outra, mas ela não perguntou. Ela usou exatamente essa palavra: FASCINAÇÃO. Eu, que não sou muito de pensar pra responder, pensei. Busquei no fundo da memória e do coração, todas as pessoas por quem tenho um carinho profundo e encontrei nelas a mesma qualidade: PAIXÃO. Essa era a minha resposta, é isso o que me fascina nas pessoas, a paixão. Seja pelo trabalho, seja por uma filosofia, seja por uma causa, seja por coisas pequenas. Percebi que a paixão extrapola a racionalidade. Que pessoas que têm paixão pelas coisas, sejam quais forem, são aquelas que se encontram nelas e por fim, as que mais se aceitam. Uma de minhas poesias preferidas de Fernando Pessoa, diz bem assim: "Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive". E faço das palavras de Pessoa, as minhas. Pois admiro absurdamente as pessoas racionais, mas gosto perdidamente das que se entregam.


Sem medo de ser feliz. 
Meu beijo, 
L. 

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe