eu me ♥ !

15:23

Eu nem sei sobre o que quero escrever... talvez sobre a minha mudança de comportamento positiva desde o fim de 2011... talvez sobre o quanto esperamos mais dos amigos... talvez sobre como estamos cada vez mais sós e o quanto a nossa própria companhia tem mesmo que ser sempre a melhor!

Hoje li uma frase muito sábia. Ela diz: "Deixei de dar atenção às palavras e passei a reparar nas atitudes. As atitudes não precisam de porquês, são auto explicativas..."

E é isso mesmo. Sabemos quem está do nosso lado. A quem podemos recorrer sem medo quando o calo aperta. Quem são nossos amigos de toda a vida, quem são nossos amigos de apenas uma capítulo de nossa história, quem são os colegas, quem são os amigos da balada...

É uma delícia ter todos eles por perto para as diversas fases que passamos. Mas aqueles - poucos e bons - são contados na palma de uma mão.

Às vezes a gente se decepciona... mas deixa pra lá! Eu sigo acreditando nas pessoas, acreditando que estamos nesta vida juntos por um propósito... e assim, sem esperar muito do outro, tenho conseguido ser bem mais feliz, com meus erros e acertos. Afinal de contas, quem, além de mim, poderá me dizer de que forma devo seguir a caminhada da minha vida?

Bem, eu escolho amar até aos que me desejam mal. Eu tenho a utopia de querer inundar o mundo com amor. Amor próprio, amor/paixão, amor/família, amor/amigos, amor/animais, amor/trabalho... é apenas a minha escolha. Não estou dizendo que é fácil, que é possível viver com positividade 365 dias por ano. Mas por mais clichê que seja, realmente viver bem com a gente mesmo e com quem está ao nosso redor só depende de nós.

Eu realmente constatei através de atitudes que Gandhi esteve sempre certo quando ele disse: "Seja a mudança que você deseja ver no mundo". Tenho experimentado sensações deliciosas!

Então, que a vida seja leve, doce, e quando o gosto amargo aparecer, que venha para que novamente eu possa dar valor ao sabor dela que mais gosto! Porque às vezes, esquecemos as tantas bênçãos que ganhamos diariamente... e aí, Deus nos manda uns desafios para nos fazer lembrar que talvez a gente tenha ido pelo caminho errado.

No fim das contas, os assuntos se misturaram. Mas é a minha alma soltando a voz... eu deixo que ela fale a vontade, fale torto, fale engraçado, fale misturado... mas fale! É o meu melhor exercício!!! Sempre!

Encerro com Marla... sempre maravilhosa!!

"Quieta, silenciosa, transitando lentamente pela casa, habitando o POR DENTRO amplamente. Organizando meus livros, minhas gavetas internas, desarrumando outros espaços que de tão organizados me impossibilitavam novas manobras. Ouvindo outras músicas, conhecendo outros ritmos, respeitando o meu. Que me importa se é quase carnaval e todos os blocos estão na rua? Quero é o aconchego da quietude, da minha cama quente, o barulhinho frenético do teclado do meu computador. E essa musiquinha calma que me embala, sussurra. Nada grita, nada desagrada, não há desconforto; apenas estou quieta, observando, percebendo outras sensações que não as já tão conhecidas. Comendo quando tenho fome, dormindo quando sinto sono, lendo pra me alimentar do que gosto, escrevendo quando posso, enfim, desfrutando o aconchego do meu próprio colo... Falando pouco, um pouco séria, mas a minha alegria ainda impera, permeia tudo, o estado é de contentamento.

Se estou muito quieta e se recuso todos os convites para a pré-folia, não se incomodem, é a paz instalada no peito, e eu me fazendo a melhor das companhias...Claro que vasculhando tudo encontrei muitos fantasmas, mas, acreditem, existem muitos fantasmas bons."



Meu beijo,
L.




You Might Also Like

1 comentários

Subscribe