16:16

Eu vivo apaixonada. Intensa. Acreditando nas pessoas e em suas boas intenções. Vivendo nesse mundo multicolorido que eu mesma criei. Tentando ajudar os amigos, tentando me entender. Respeitando meus sentimentos, meu coração. Alguns me acham sonhadora demais. Romântica demais. "Deixe que digam, que pensem, que falem, deixa isso pra lá!"


Quer saber? Amo minha vida, amo ser quem sou, amo as minhas experiências. Amo minhas quedas, meu sofrimento, minhas dúvidas.

Deixo sempre bem as pessoas que amo. Elas sabem o quanto são importantes e essenciais, ainda que eu não as veja/fale todos os dias.

O mundo precisa de mais amor e otimismo. Não, este não é um discurso melodramático... às vezes me pergunto: "Será que as pessoas realmente pensam nas atitudes que tomam? Em suas consequências? Será que deixam as pessoas com boas vibrações? Ou será que mais se arrependem do que ficam felizes?" Porque, quando a gente for embora desta vida, tudo o que ficará nesta vida são as nossas lembranças... são as sensações que fazíamos os que estavam a nossa volta sentir. E você, que sensação deixa quando passa?

Continuarei romântica e Pollyana como sempre. Apaixonada. Pela vida. Pela minha família. Pelos meus amigos. Pelo meu amor. Só sei viver assim: inteira!

E, plageando Renato Russo: "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã... porque se você parar pra pensar, na verdade não há!"

Realmente, não há! Portanto, APROVEITE! Reflita. Pense nisso! ;-)

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe