Ando devagar porque já tive pressa...

07:26

Durante este ano, em muitos momentos, estive sozinha. Por forças externas, sim, mas não foi sozinha, digamos, no sentido triste ou solitária... Ter estado "sozinha" me fez enxergar muitas coisas sob diferentes ângulos, com um novo olhar. Realmente, "olhar para dentro"...

Consegui analisar muitas pessoas, minhas amizades, divertas situações de uma forma tão mais madura! Consegui sinceramente separar o que é e o que não é bom pra mim de uma forma tão clara! E isso tudo foi um divisor de águas em minha vida, com toda certeza.

Surtei muito achando que não conseguiria passar por uma situação "x" ou "y". Sentia-me incapaz de me reequilibrar, perdi muitas e muitas vezes meu controle emocional. E por vezes achei que seria dificílimo encontrá-lo de volta.

A virada da minha vida no início do ano foi sensacional. Para minha vida profissional, foi o ano de maior aprendizado e maturidade sem sombra de dúvidas. Mas também foi o ano de maior questionamento: "Estou no caminho certo?"

Meu coração disse que sim. Meu corpo também disse que sim, tendo em vista que não fiquei doente este ano, e que 99% do que meu corpo sente vem do meu estado emocional.

Essas minhas emoções exacerbadas...

Depois de tantos surtos, chegou a calmaria. Já dizia Seu Jorge: "Depois da onda pesada, a onda zen..."
Claro, existem os questionamentos. Os "indo e vindo infinitos".
Mas hoje consigo ter um olhar mais sensato ao pensar no que está por vir. É preciso ter planos, sim! É preciso ter planejamento, obviamente! Por outro lado, é também preciso se preocupar com uma coisa de cada vez... e eu descobri que o meu maior erro estava aí. Preocupar-me com algo que nem sequer tinha dados sinais de que aconteceria.

Diante de tanta reflexão comigo mesma, uso um trecho de "Filtro Solar" para finalizar meu texto de hoje.

"Não se preocupe com o futuro. Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra. As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada, e te pegam no ponto fraco às 4 da tarde de uma terça-feira modorrenta."

É isso aí... quando a ansiedade bater... faça como o conselho abaixo: "Mantenha a calma e leia um livro". Pode parecer loucura, mas está realmente dando muito certo comigo... tirar o foco totalmente do que incomoda e angustia, faz nosso reequilíbrio voltar. Tentem!



Pré ocupem-se menos, meus amigos!! E curtam muito este final de semana incrível que está por vir!
Meu beijo,
L.

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe