Dor e vida!

17:29

Este não foi um final de semana fácil. Sexta-feira, pela manhã, recebi um telefonema do Lu falando sobre o falecimento do tio Carlão. Como assim? Há duas semanas passamos o dia com ele, com tia Sandra, Duda e Su!! Todos estavam com planos incríveis, felizes com a abertura de um novo negócio, orgulhosos com mais este passo importante... e de repente, como diria o poeta, "o riso virou pranto".
Tio Carlão era uma das pessoas mais divertidas que eu conhecia. Considerava o Lu o segundo filho dele, e sempre me lembrava da responsabilidade que eu tinha em fazer este segundo filho feliz, já que tinha escolhido passar a vida ao seu lado. Sempre tentei fazer jus. 

A vida prega peças engraçadas. Mas esta não foi uma delas. Não para nós, que ficamos neste plano terrestre; já para o ceu, sim, já que eles receberam de volta uma pessoa queridissima, engraçadissima, do bem de verdade!

A morte não espera e nem quer negociar. Não obedece ao tempo e muito menos à consciência. Aparece quando menos esperamos e derrota toda a nossa esperança e fé na vida. Para nós, que ficamos, resta rezarmos para que ele esteja em um lugar incrivel, e que Deus dê forças à tia Sandra e ao Duda. Eles precisarão de muita!

********

Por causa disso, o dia dos pais teve um gosto diferente: o abraço para o "seu" Pedro foi mais apertado, o 'eu te amo' teve olho no olho e o 'muito obrigado' parece que veio mais do fundo do coração. Pensar em viver sem meus pais me causa calafrios. Eles são meu porto seguro, os meus exemplos de caráter. São mais do que isso... são aqueles que com uma simples palavra acalmam meu coração, ou com um gesto sincero. A ligação dos pais com seus filhos é uma coisa transcendental. Única. E, enquanto Deus me der a chance de viver com eles nesta vida terrena ao meu lado, aproveitarei cada instante. Com todo meu amor.

Ao tio Carlão, um beijo da "Gostosa". Fique em paz e com os anjos! No colo de Deus!

Pais, amo vocês!


You Might Also Like

0 comentários

Subscribe