. vida nova vida .

16:09

. e desde o dia 3 de novembro de 2009 venho vivendo uma 'vida nova', não por opção, mas porque optaram por mim. passei de assalariada para desempregada, assim, repentinamente, depois da volta de um feriado. ser demitida não é coisa que pessoa alguma espera, mas faz parte da vida, é do jogo, acontece. dizer que é fácil? não, não é! mas... mais uma prova é colocada diante de nós, então, tenhamos uma atitude plausível em encarar isso de frente, correr atrás - de novo - do que preencherá nosso coração de felicidade, trabalhando em algo que nos traga alegrias, satisfação e reconhecimento. estou aberta para novas oportunidades. neste momento quero novos ares... já que é pra mudar, que seja - de novo - uma mudança 180 graus. que eu aprenda um novo 'ofício' com prazer. que o que vem pela frente me traga muitos sorrisos, sucesso, crescimento. os dias desde então se tornaram diferentes. acordo, mal tomo café da manhã e o notebook jé é imediatamente ligado. vamos lá, abre hotmail, catho, manager, curriculum, infojobs, empregos, e o que mais for necessário. mantenha os contatos atualizados. mande curriculos. telefone ligado sempre e no último volume para que nenhuma oportunidade seja perdida. mas... para as que surgem... às vezes também é preciso saber falar 'não'. as contas ainda estão sob controle. tudo bonitinho. assim ganho tempo. final de ano não é fácil, mas nada de desânimo, isso não combina comigo, com meu jeito de ser. na tpm me sinto mais sozinha. apesar de gostar deste estado mais solitário, de mim comigo mesma, às vezes - muitas vezes - desejaria que meu marido fosse uma 'pessoa normal', com horário comercial e trabalho de segunda a sexta. os benditos e já sempre ditos plantões me afastam dele. o filme da noite fica pra outro dia. o cinema de sábado muda pra domingo, porque precisaram dele na última hora. a viagem não poderá ser programada porque não se sabe se ele trabalha natal ou ano novo. enfim... compreensão e paciência sempre!

tem dias que sinto saudades da calmaria de atibaia. da rotina deliciosa. da cervejinha com as amigas todas as quartas-feiras. a comidinha da mamãe na hora do almoço, que acontecia em casa mesmo, e ainda dava tempo pra tirar uma sonequinha. o trabalho que era delicioso, com uma equipe maravilhosa que sempre me tratou como filha - irmã - amiga. aqui sinto muita falta disso: o lado humano das pessoas. mas, por outro lado, aqui ninguém é de ninguém, o indivualismo fala mais alto e com isso a liberdade de ser quem quisermos também. eu como não vim pra cá para me 'libertar', continuo com saudades... mas que graça teria a vida se tudo fosse planejado, correto, previsível? acho que nenhuma!
por isso meu Deus, que a mudança chegue em seu momento certo, que eu esteja preparada para receber o que o Senhor está me reservando, que eu tenha paciência para aceitar que o meu tempo não é igual ao Seu tempo, e que, se um pedido me puder ser atendido, que eu trabalhe com amor, dedicação e alegria. quero tempo pra tudo e todos, ter equilíbrio com as coisas, e sei que logo tudo vai se resolver. basta acreditar. basta ter fé.
Deus, obrigada por mais esta chance de renovação. de novas portas abertas. de novas oportunidades. MUITO OBRIGADA!
paz e bem pro mundo!
namastê.
L.

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe